Price Action: saiba como funciona essa estratégia de day trade

Pontos-chave:

– Price Action é uma técnica para se operar na bolsa de valores baseada exclusivamente no preço do ativo, sem a presença de indicadores.

– Podemos operar baseado no rompimento de um determinado preço, podendo o preço de referência ser a máxima ou a mínima de um candle por exemplo.

– Figuras de candles também são uma das formas de se operar, o exemplo mais famoso é o candle martelo, conhecido por ter um corpo pequeno e longos pavios.

– Existem padrões gráfico que nos indicam como o mercado está se comportando naquele determinado período de tempo e assim podemos nos beneficiar destes padrões no day trade.

Leia Mais

SAR parabólico: aprenda a usar esse indicador de reversão de tendência

Pontos-chave:

– O SAR parabólico é uma das ferramentas mais usadas pelos traders que buscam identificar tendências do mercado e possíveis pontos de reversão.

– Este indicador pode auxiliar o trader a determinar preços dinâmicos de stop-loss, de acordo com a propensão do mercado.

– O SAR Parabólico é representado nos gráficos como uma série de pontos abaixo ou acima das barras de preços de um determinado ativo.

– O ponto fica abaixo dos preços quando o ativo está em tendência de alta e, em contraposição, fica acima dos preços quando o ativo está em tendência de queda.

Leia Mais

Saiba como usar o Stop ATR e evite perdas em seus trades

Pontos-chave:

– O ATR é um indicador técnico que sinaliza o nível de volatilidade de um ativo. Também é usado para definir pontos para o stop loss.

– O objetivo do stop ATR é definir um limite máximo que você está disposto a perder para fazer um trade de acordo com a volatilidade do mercado.

– Como ativos têm níveis de volatilidade que variam com o tempo, é importante ajustar o stop para que seja avaliada a magnitude dessa variação.

Leia Mais

ATR: como esse indicador de amplitude pode ajudar seus trades

Pontos-chave:

– No trade, o ATR é um indicador técnico que sinaliza mudanças nos níveis de volatilidade de um ativo.

– Ele é uma média móvel do True Range , um indicador de volatilidade.

– Com o ATR, é possível obter sinais de trade de acordo com os níveis de volatilidade e esperar grandes mudanças de preços.

Leia Mais

MACD: Aprenda o que é e saiba como usar no day trade

Pontos-chave:

– O MACD significa Moving Average Convergence Divergence e é um oscilador que analisa a convergência e divergência entre duas médias móveis para tentar identificar tendências de preço. É composto por uma linha e seu sinal, além de um histograma.

– Cruzamentos da linha com seu sinal podem indicar uma tendência de alta, porém se o sinal estiver acima da linha do MACD, pode ser um indicador de tendência de baixa.

– O histograma também pode ser utilizado para antever mudança de tendências: quando ele cruza do negativo para positivo ou vice-versa, há uma indicação de que uma possível mudança de tendência está por vir.

Leia Mais

Estocástico: o que é e como usar esse indicador no day trade

Pontos-chave:

– O estocástico é um oscilador utilizado para identificar quando um ativo está sobrecomprado ou sobrevendido. Ele é composto por duas linhas: %K, que é calculado a partir das máximas e mínimas de um período e %D, que é uma média móvel de %K.

– De maneira geral, quando o estocástico se encontra acima de 80, o ativo está sobrecomprado; quando ele está abaixo de 20, o ativo está sobrevendido.

– O cruzamento de %K e %D também podem indicar mudanças de tendências: quando %K está acima de %D há um indício de tendência de alta, enquanto que quando %D está acima de %K há uma indicação de tendência de baixa.

Leia Mais

Volume: aprenda a analisar esse indicador e potencialize seus trades

Pontos-chave:

– O volume é um indicador que analisa a quantidade financeira que foi negociada durante um determinado período.

– É um indicador muito útil para identificar a força de uma tendência: movimentos de preço com baixos volumes de negociação podem indicar uma tendência fraca, enquanto que movimentos com alto volume indicam tendências fortes.

– Para analisar se a força de uma tendência pode ser útil verificar a média móvel do volume: se ela estiver acima do volume negociado, é uma tendência fraca, já se a média móvel do volume estiver abaixo do volume atual, é uma tendência forte.

Leia Mais

Pontos de pivô: saiba como funcionam e como usar no day trade

Pontos-chave:

– Pontos de pivô é um indicador capaz de identificar possíveis pontos de suporte e resistência nos preços de um ativo.

– Os pontos são calculados levando em consideração a máxima, a mínima e o preço de fechamento do ativo, para então projetar os possíveis pontos de suporte e resistência.

– Esse indicador pode ser utilizado tanto para traçar metas ou alvos de um trade quanto para delimitar stops, maximizando assim a relação de risco/retorno.

Leia Mais

O que é o gráfico de Heikin-Ashi e como ele pode ajudar no day trading

Pontos-chave:

– O gráfico de Heikin-Ashi é um tipo de visualização gráfica semelhante ao gráfico de velas (candlestick) clássico, porém suas velas levam em consideração o preço médio negociado no período e não apenas os preços de abertura e fechamento.

– Esse tipo de gráfico pode facilitar a visualização de tendências de preços para o trader, pois substitui gaps por velas de corpo longo.

– Por não identificar o preço exato de abertura e fechamento, o Heikin-Ashi não deve ser o único tipo gráfico utilizado pelo operador.

Leia Mais

ADX – Índice de direção de movimento: saiba o que é e como funciona esse indicador

Pontos-chave:

– ADX é um indicador único, um dos poucos que conseguem medir a força de uma tendência. Isso é particularmente útil se você faz trades de momentum.

– O indicador é constituído por duas linhas de forças compradoras e vendedoras (+DI e -DI) que dão sinais de quando a tendência tende a mudar de direção ou até se o preço vai ficar sem definição.

– Se o ADX está preferencialmente acima de 25, há sinalização de uma força de tendência. Abaixo de 20, há uma indicação de enfraquecimento.

Leia Mais
CARREGAR MAIS CONTEÚDOS